askblue continua na senda do crescimento e planeia chegar aos 500 colaboradores em 2022
Empresa termina ano com reforço da oferta e da presença internacional, com projetos nos mercados norte-americano, europeu e do Médio Oriente.

A askblue, empresa nacional de consultoria tecnológica e de negócio, vai fechar o ano em novo ciclo de crescimento e planeia contratar cerca de 100 colaboradores, em 2022. 

“O crescimento é a história da askblue e, este ano, fixa-se acima dos 20 por cento, em linha com o orçamento definido. Em traços genéricos, reforçámos a nossa oferta, garantimos novos clientes na área da banca e dos seguros, e temos uma presença cada vez mais forte no mercado internacional. Além dos Estados Unidos da América e da Europa, reativámos parcerias no Médio Oriente, em particular na Arábia Saudita, onde prestamos todo o tipo de apoio, desde a angariação, definição da oferta e execução de projetos com equipas próprias”, explica o CEO da askblue, Pedro Nicolau.

Numa primeira fase, a componente internacional do negócio da askblue estava centrada no desenvolvimento aplicacional, mas, hoje, apresenta novas ofertas, como a manutenção integrada de  sistemas de informação. Para responder ao maior volume de negócio nesta área, a unidade de Operações tem crescido continuadamente. Já o askblue Technology Center (ATC) – centro de apoio focado na manutenção evolutiva de projetos, especialmente em tecnologias OutSystems, .NET e Java – alargou a presença para o Brasil, reforçando as equipas que já existiam nos pólos de Lisboa, Coimbra e ilha Terceira.

O ano que agora termina foi também de adaptação devido aos enormes desafios colocados pelo contexto pandémico. “O fator pandemia não ajudou, mas conseguimos desenvolver todos os projetos através de teletrabalho, até com maior produtividade. Contudo, a relação comercial com os nossos clientes teve de evoluir de outra forma, para melhor respondermos às suas necessidades, já que estivemos mais afastados no dia-a-dia. O mesmo aconteceu com os nossos colaboradores. É nossa missão combater o distanciamento físico e promover o regresso, faseado e com flexibilidade, das nossas pessoas. Preparámos uma aplicação para gerirmos as presenças, a ocupação dos espaços e o estacionamento. O escritório deve ser sempre um ponto de encontro, mas em segurança, de acordo com as normas da Direção-Geral da Saúde”, afirma Pedro Nicolau.

500 colaboradores em 2022

Depois de ter chegado aos 400 colaboradores, este ano, a askblue pretende crescer com o recrutamento de 100 pessoas, em 2022. Este reforço está alinhado com a crescente complexidade e dimensão da carteira de clientes da empresa, que está dispersa por vários países.

“Este reforço das equipas é uma das vantagens competitivas da askblue e também mostra como estamos a crescer. Atualmente, entrámos num patamar único para uma empresa com 100% de capitais portugueses e uma faturação a rondar os 16 milhões de euros”, nota o CEO da askblue.

O próximo ano será marcado por um crescimento na área de inovação, respondendo às exigências dos mercados que procuram cada vez mais soluções para processos de transformação digital. Como trunfos, a askblue vai apostar numa maior especialização das suas áreas de negócio, através de metodologias de desenvolvimento ágil, de design thinking, do modelo nearshore e do conhecimento profundo dos setores de atuação, que vão desde a banca, seguros e serviços, até indústria e utilities, entre outros. “Vamos continuar a crescer de forma sustentada e com maior especialização da nossa oferta. Em 2022, queremos que os nossos colaboradores tenham ainda mais participação, sobretudo nos processos de inovação desenvolvidos pela askblue. Paralelamente, não abdicamos da nossa aposta na qualidade da entrega dos projetos, que é um fator diferenciador”, conclui Pedro Nicolau.

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook