Entrada dos CTT

CTT estabelece parcerias para o lançamento de novas aplicações móveis

A aplicação móvel CTT vai possibilitar a qualquer utilizador a consulta de mapas para localizar as lojas e postos CTT, pesquisar códigos postais, acompanhar encomendas postais, e solicitar pedidos ‘SIGA’ para reencaminhar o correio. Além disso este serviço permite também consultar os valores em dívida relativos a portagens SCUT e obter referências multibanco para proceder ao seu pagamento.

Os CTT vão passar a ter três novas aplicações móveis disponíveis para os seus clientes. Em comunicado, a empresa de correios portuguesa revela que estabeleceu uma parceria com a OutSystems, empresa de desenvolvimento e oferta de plataformas low-code que permitem um rápido desenvolvimento de aplicações empresariais, esteve na base dos três serviços, que foram desenvolvidos pela “Askblue”, uma consultora vocacionada para o desenvolvimento de projetos e com fortes competências em tecnologias de informação.

A aplicação móvel CTT vai possibilitar a qualquer utilizador a consulta de mapas para localizar as lojas e postos CTT, pesquisar códigos postais, acompanhar encomendas postais, e solicitar pedidos ‘SIGA’ para reencaminhar o correio. Além disso este serviço permite também consultar os valores em dívida relativos a portagens SCUT e obter referências multibanco para proceder ao seu pagamento.

Com o CTT E-Segue os clientes vão poder seguir, alterar e enviar encomendas a partir de um smartphone ou tablet. Estes envios podem ser solicitados em qualquer hora e lugar, com o pagamento a ser feito na aplicação. Por fim, a Via CTT  permitirá receber o correio em formato digital e pode ser consultada a partir do smartphone.

Pedro Gomes, Diretor de Sistemas e Informação dos CTT, refere que “enquanto empresa líder no mercado das comunicações físicas em Portugal, a transformação digital era obrigatória para continuarmos a prestar a melhor experiência aos nossos clientes. A adoção da plataforma OutSystems e a parceria com a Askblue têm sido apoios fundamentais nessa viagem digital dos CTT”.

Share on linkedin
Share on facebook